PUBLICIDADE
“A-wop-bop-a-loo-bop-a-wop-bam-boom”?
15/04/2021 00:56 em Música

Você conhece Little Richard do “A-wop-bop-a-loo-bop-a-wop-bam-boom”?

 

 

Escute Litlle Richard na Rádio Mineira

Programa De volta ao Passado | seg - sex às 15h e às 22h  

Little Richard, (1932,  Georgia - 2020, Tennessee), extravagante cantor e pianista americano cujas canções de sucesso de meados da década de 1950 marcaram momentos decisivos no que seria o Rock and Roll.

Aprendeu música gospel nas igrejas pentecostais. Quando adolescente, ele saiu de casa para tocar Rhythm and Blues. Naqueles dias, um homossexual podia se integrar sem problemas ao submundo dos “medicine shows” (espetáculos em que charlatães vendiam “remédios milagrosos”) e das casas noturnas mais libertinas, de onde assumiu o nome de “Little Richard”, alcançando notoriedade por suas travessuras de alta energia no palco. Suas primeiras gravações no início dos anos 1950, produzidas no estilo calmante não mostraram nada do grande alcance vocal que marcaria seu canto posterior 

Sua descoberta ocorreu no J & M Studio em New Orleans, onde Little Richard cantando “Tutti Frutti”, com sua exortação inesquecível gritou: “A wop bop a loo bop, a lop bam boom!”. Abençoado com uma voz fenomenal capaz de gerar sussurros, gemidos e gritos sem precedentes na música, Little Richard marcou sucessos e virou referência de canto e musicalidade que inspiraram músicos de rock desde então. Conforme seu sucesso crescia, Little Richard apareceu em alguns dos primeiros filmes de Rock and Roll com delineador e maquiagem!

Little Richard, 1969.

© Music Ltd.—REX/Shutterstock.com

 

No auge da fama, entretanto, ele concluiu que o rock and roll era obra do Diabo. Ele abandonou o negócio da música, matriculou-se na faculdade bíblica e tornou-se um pregador evangélico viajante. Quando os Beatles dispararam no cenário musical em 1964, cantaram várias de suas canções clássicas e reconheceram abertamente sua dívida para com Little Richard. Essa atenção renovada inspirou Little Richard a retornar ao palco e ao estúdio de gravação para outra chance de estrelato.

Little Richard continuou a aparecer em shows e festivais até 2013, quando anunciou sua aposentadoria. Em suas aparições cada vez mais raras na TV, seus maneirismos malucos, tão ameaçadores para os pais na década de 1950, pareciam divertidamente seguros. Tendo resistido a uma carreira marcada por mudanças extraordinárias de direção, Little Richard sobreviveu não apenas como o autoproclamado “arquiteto do Rock and Roll”, mas também como um tesouro vivo da cultura americana do século XX.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!